O estrangeiro – Eu e você
Um olhar psicanalítico contemporâneo

rec_naranja_texto

Autor/es

ANTONELLI, CLÁUDIA CRISTINA
rec_naranja_texto

Resumen

“Não tardei a ver: o estrangeiro, sou eu, é você. O estrangeiro, somos nós – disse-nos Julia Kristeva (1994). O estranho está em mim, em você, e em todos nós. É nossa vida mental (como nos mostrou Freud ao mostrar-nos o inconsciente), ou seja, é nossa mente: nosso continente estranho-estrangeiro, que nos é também familiar (como continuou o autor em seu texto O Inquietante, de 1919). O estrangeiro é aquilo que não reconheço como sendo similar, como sendo ‘eu’ ou meu: conforme já afirmava Rimbaud em meados de 1800, “Eu, é um outro”. Assim, ‘o outro’, se está em algum lugar, está antes de tudo, em mim mesmo. Tornando-se desnecessários um sotaque e uma mala. Mas antes, um espelho (…). O desconhecido e o familiar, o dentro e o fora, o lá e o cá; o medo e o desejo; o sonho e a realidade: estamos falando em fronteiras. Umas supostamente externas, outras internas; umas imaginadas, criadas, construídas – outras derrubadas. Dentro e fora de nós mesmos. Quase cairíamos no território da poesia, não fosse o rigor da pesquisa. Que, em Psicanálise, apesar de exigente – e de exigir-nos a constante demarcação de nosso território -, permite-nos acercarmo-nos de outros e com eles dialogarmos.”

rec_naranja_texto

Institución

GEP-Campinas (SP), Brasil

rec_naranja_texto

Edición

Brasil, Novas Edições Acadêmicas, Setiembre 2013
rec_naranja_texto

Descriptores

INVE S T I GACI ON/ INVESTIGACION CI ENT I FI CA — 08.01.01; E XI L I O — 05.02.01; P S I COANAL I S I S
— 08.01.01 / 01.01.01 / 03.02.01; CU L T U R A — 05.02.01; + EL SUJETO EXTRANJERO

rec_naranja_texto

Contacto autor/es

claudia.antonelli@gmail.com